Share Button

Lição 3

Justificação pela Fé
(Romanos 3:21 - 4:25)


      Características da justificação (3:21-26)

            Agora

                  Toda a história precisa ser dividida em então e agora

                  A situação péssima da humanidade foi radicalmente alterada pela vinda de Jesus Cristo

             Sem lei

                  A justiça da lei exigia perfeita obediência (Levítico 18:5; Deuteronômio 27:26)

                  A justiça do evangelho é possível para os pecadores

            Testemunhada pela lei e pelos profetas

                  Há continuidade no plano de Deus

                  O Velho Testamento estava guiando para o evangelho (veja 1:17; 4:1-8)

            Para todos os que crêem

                  Mediante a fé

                        A fé é a condição pela qual este estado de inocência pode ser recebido

                        Amplificado e explicado no capítulo 4

                  Porque todos pecaram e conseqüentemente precisam da aprovação e honra de Deus

                  Não há distinção porque todos estão perdidos; as diferenças individuais são como um homem que fica num vale e outro numa montanha: os dois estão igualmente longe das estrelas

            Gratuitamente, por sua graça

                  Completamente imerecida

                  A justificação pela lei seria baseada nos esforços e merecimento do próprio homem

            Mediante a redenção que há em Cristo Jesus

                  Redenção

                        Libertação conseguida pelo pagamento de um resgate

                        Deus pode justificar os pecadores pois o preço total foi pago pela libertação do pecado

                  Propiciação

                        Expiação que satisfaz a ira

                        Jesus foi o sacrifício que recebeu o castigo que nossos pecados merecem

                  Manifesta a justiça de Deus

                        Deus perdoou os pecados dos fiéis por todo o Velho Testamento; eles permaneceram sem punição

                        Contudo, naquele tempo não havia base adequada para esse perdão (Hebreus 10:1-4)

                        A cruz mostra como Deus foi justo apesar de não castigar aqueles pecados; ele estava aguardando o sacrifício de Cristo

                        Deus assinou o cheque de perdão antes que os fundos estivessem no banco, porque ele sabia com certeza que Jesus morreria e pagaria o preço

                   Permite a Deus ser justo e justificar

                        A justiça parece inconsistente com o ato de declarar os criminosos inocentes

                        Esta contradição foi resolvida punindo o pecado em Cristo, assim permitindo a Deus tanto ser justo como justificar aqueles que têm fé

Perguntas: 

    1. Quais são as características principais da justificação?

    2.Por que Deus salva todos os que crêem e não faz nenhuma distinção entre os judeus e os gentios?

    3. O que Deus tinha feito com os pecados daqueles que viviam anterior à morte de Cristo?

    4. O que a morte de Jesus mostrou sobre Deus?

    5. Desafio adicional: Como Deus consegue ser tanto justo como justificador do pecador?


      Resultados da justificação (3:27-31)

            Exclui a jactância (3:27-28)

                  Elaboração: 4:1-8

                  Justificação para os que não merecem que não podem ser declarados inocentes com base nas obras (i.e., no seu próprio registro)

                  Fazer o que é necessário para receber uma grande dádiva não é nada do que se gabar

             Judeu e gentio no mesmo nível (3:29-30)

                  Elaboração: 4:9-17

                  Deus justifica todos os homens do mesmo modo

            A lei é confirmada (3:31)

                  Elaboração: Romanos 4 que mostra que a lei testemunhou a justificação pela fé

                   Paulo reitera cuidadosamente que esta justificação pela fé não é inovação, mas é o cumprimento do Velho Testamento

Perguntas: 

    1. Quais são os três resultados da justificação?

    2. Como justificação pela fé exclui a gabação?


      A fé de Abraão (4:1-25)

            Fé e obras (4:1-8)

                  O significado de Abraão

                        Ele foi o grande pai da raça judaica

                        Citar Abraão como um exemplo de justificação pela fé ajudaria a persuadir os judeus a aceitar esta doutrina

                        Abraão foi pai deles segundo a carne; implica que há outros filhos de Abraão não de acordo com a carne

                        Se Abraão fosse justificado pelas obras

                        Ele poderia jactar-se porque ele teria merecido a salvação

                        Mas ele não foi justificado pelas obras

                        Porque Gênesis 15:6 diz que ele foi justificado pela fé

                        Explicação das obras

                        As obras envolvem salário devido; a justificação pelas obras significaria justificação para aqueles que são, de fato, inocentes

                        Mas o evangelho envolve a justificação dos ímpios, um pensamento bem chocante (Êxodo 23:7). Deus em Cristo declara inocentes os criminosos

                        Obras é uma palavra com vários significados; precisa ser definida no contexto

                              Gálatas 5:19-21: Obras da carne

                              Tiago 2:24: Obras de simples obediência a Deus

                              Romanos 4: Obras para ganhar a salvação guardando perfeitamente a lei

                              A obediência é necessária para a salvação (Hebreus 5:9); ganhar a salvação pela inocência absoluta não é, graças a Deus

                  Natureza da fé de Abraão

                        Gênesis 15:6 não se refere à salvação inicial de Abraão; ele foi "salvo" antes do tempo do texto citado

                        Gênesis 15:6 se refere à vida de fé como um total

                        Romanos 4:22 mostra a fé de Abraão quando chamado a aceitar alguma coisa

                        Tiago 2:23 mostra a fé de Abraão quando chamado para fazer alguma coisa

                  Davi é uma testemunha da justificação pela fé (4:6-8)

                        Importante para a discussão

                              Davi foi outro respeitado líder judaico

                              Ele viveu depois que a lei de Moisés foi dada

                        Explica o que a justificação pela fé envolve

                              Perdão; Deus declara justo o homem, quando o perdoa

                              Desde que o batismo é para o perdão dos pecados, o batismo fica do lado da justificação pela fé, e não do lado da justificação pelas obras; a justificação que inclui o perdão é a salvação pela fé (veja Atos 2:38; Tito 3:5)

                              O exemplo de Davi mostra que Deus concedeu perdão no Velho Testamento (veja 2 Samuel 12:13), porque sabia que Cristo se ofereceria como um sacrifício perfeito (3:25-26)

Perguntas: 

    1. Quais homens Paulo citou como exemplos da justificação pela fé?

    2. Como Abraão foi justificado?

    3. Se Abraão tivesse sido justificado pela obra o que ele poderia ter feito (4:2,4)?

    4. Como Davi explicou a justificação pela fé?

    5. Desafio adicional: Explica a diferença entre "obras" e "fé" neste contexto? Como podemos ajustar Romanos 4 com

       Tiago 2?


            Fé e circuncisão (4:9-12)

                  O judeu poderia ter imaginado que a justificação pela fé era disponível somente para aqueles que eram circuncidados (a circuncisão era um assunto controverso na igreja primitiva: Atos 15; Gálatas)

                  A resposta de Paulo: Abraão era incircunciso quando Deus o justificou

                  A circuncisão era um selo da justiça que já existia

                  Abraão forma o modelo do homem de fé, seja circunciso ou incircunciso

Perguntas: 

    1.  Abraão foi justificado pela fé quando era circunciso ou incircunciso?

    2. De quem Abraão é o Pai?


            Fé e lei (4:13-16)

                  A promessa a Abraão não foi pela lei (4:13)

                  Se a herança viesse através da lei, não haveria herdeiros. Isto anularia a fé e eliminaria a salvação, porque a lei traz a ira (4:14-15)

                        Todos pecam; todos violam a lei; portanto, se a promessa fosse pela lei, não haveria ninguém qualificado para recebê-la

                        Isto não significa que não haja padrão de conduta, mas significa que não somos dependentes de perfeita obediência para nossa salvação

                        Tudo o que a lei pode fazer é estabelecer o padrão e determinar o castigo; a lei não pode justificar aqueles que a infringem

                  Mas Deus arranjou para que o cumprimento da promessa fosse pela fé, de modo que (4:16)

                        Haveria certeza de salvação; se dependesse da (perfeita) obediência do homem, a única certeza seria a condenação

                        A promessa seria tanto para os judeus como para os gentios, para todos que partilham a fé de Abraão

 Perguntas: 

    1. Quais seriam os resultados se aqueles da lei fossem os herdeiros?

    2. Por que Deus resolveu salvar pela graça?


            Fé e visão (4:17-22)

                  A promessa de Deus a Abraão: Por pai de muitas nações te constituí

                        Observe que esta promessa foi feita enquanto Abraão ainda não tinha filhos

                        Não se referia meramente a descendentes físicos (israelitas, idumeus, ismaelitas, etc.), mas àqueles de fé para quem Abraão é um pai P espiritual

                  Esta promessa implica em certas coisas sobre Deus

                        Ele tem tão grande poder para cumprir o que ele promete que pode falar disso como se já tivesse ocorrido

                        Deus é soberano sobre a morte (dá vida aos mortos), e sobre o nada (traz à existência o que não existe)

                  A resposta de fé de Abraão

                        Esperando contra a esperança: sem nenhuma razão terrena, somente por causa da promessa de Deus ele creu; em desafio a todos os cálculos humanos

                         Abraão conhecia a impossibilidade humana desde que ele tinha 100 anos e Sara era estéril

                        A fé de Abraão tornou-se mais forte por causa da dificuldade, justamente como os músculos crescem pela resistência contra eles

                        Ele acreditava na palavra de Deus

                  A fé e nós (4:23-25)

                        Abraão se constitui num modelo para nós

                        Cremos em Deus que ressuscitou Jesus dentre os mortos (observe a ligação com 4:17)

Perguntas: 

    1. Quais eram as muitas nações das quais Abraão era o pai?

    2. Como a fé de Abraão se relaciona conosco?

    3. Desafio adicional: Qual era a natureza da fé de Abraão?


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA