Share Button

Lição 11

O Viver Cristão Prático

(Romanos 12:1 - 13:14)


O sacrifício vivo (12:1-2)

    Por quê?

        Portanto: na base do que foi dito (veja 1:16-17; 3:24; 5:6-11; 8:1-2, 28-39; 11:33-36); expressão de
   
     gratidão; resposta a tudo o que Deus tem feito

        Pelas misericórdias de Deus: baseado na maravilhosa graça de Deus. Deus não nos açoita no serviço,
   
     mas nos persuade pelo seu amor

    O quê?

        Apresentem seus corpos como sacrifício

            O conceito de tomar um animal e dá-lo a Deus

            Nossos corpos, nossas vidas, são para serem dados ao Senhor

        É nosso culto racional

            Refuta a noção de uma vida repartida em compartimentos; nossa adoração deve envolver nosso
   
         inteiro ser

            Deus nos quer, não apenas umas poucas horas de nosso tempo

            Veja como a Bíblia coloca o Senhor até mesmo nas atividades mais mundanas: Efésios 6:4-9;
   
         Colossenses 3:22-4:1; Tito 2:9-10

    Como?

        Não deve ser conformado e moldado pelo mundo

        Precisa ser transformado: compare a transformação revolucionária de larva a borboleta

        Renovando sua mente: com destaque do pensamento devoto, do estudo e da oração

Relação consigo mesmo (12:3-8)

    Avaliação humilde das próprias habilidades (12:3)

        Paulo falou pela graça que lhe havia sido dada; veja 1:5; 15:15; 1 Coríntios 3:10; 15:10; Gálatas 2:9;
   
     Efésios 3:7-8

            Ele se referiu a sua posição apostólica e talvez a sua capacidade para cumprir essa função

            Aptidões e funções não são coisas que temos conseguido, mas são dons da graça de Deus

            Quando falam de nossa salvação e de nossas capacidades, as Escrituras nunca usam termos
   
         como ganho, merecido, digno de, conseguido, mas sempre dado, recebido, etc. (veja
   
         Deuteronômio 8:17- 18; 1 Coríntios 4:7)

        Precisamos pensar de nós mesmos com moderação, e não muito elevadamente

            Precisamos avaliar seriamente nossas habilidades e agir nessa base

            Lembre-se de Deus como a fonte de cada aptidão que temos

    Participação no corpo (12:4-5)

        Os membros têm funções diferentes; não se deve esperar que todos tenham os mesmos dons

        Precisamos de um sentido de interdependência, sendo membros uns dos outros

    Serviço de acordo com nossas capacidades dadas por Deus (12:6-8)

        ! Os profetas recebiam a mensagem diretamente de Deus

        Serviço humilde tem uma alta posição em Cristo

        O professor ensina as verdades que os profetas revelaram

        O exortador incita as pessoas a aplicarem as verdades que são ensinadas

        O doador tem que doar com liberalidade e sem duplo motivo de desejo por louvor e honra

        O líder precisa ter diligência para dirigir energicamente

        Aqueles que mostram misericórdia precisam fazer isso alegremente de modo que sua obra seja útil

Perguntas: 

1. Qual motivo Paulo deu para seu apelo (12:1)?

2. O que significa apresentar o corpo como sacrifício vivo?

3. Como alguém deve pensar em si (12:3)?

4. Qual é o relacionamento de cristãos uns com os outros?

5. Quais são as várias funções dos membros do corpo (12:6-8)?


Relação com outros cristãos: amor (12:9-16)

    Sinceridade (12:9)

        O amor não pode ser hipócrita, pretensioso, fingido

        Muitos engenhosamente falsificam um verniz de amor

        Agimos do mesmo modo diante de uma pessoa como o fazemos pelas costas dela?

    Discernimento (12:9)

        O amor defenderá o que é direito, procurando os melhores interesses daquele que é amado

        O amor não é simples indulgência e tolerância (compare Provérbios 13:24)

    Afeto (12:10)

        Fora da Bíblia, o termo era usado exclusivamente para a família física

        O amor cristão pelos irmãos deve ser tão forte quanto os laços de família

    Honra (12:10)

        Devem honrar e exaltar uns aos outros

        O verbo honrar pode sugerir exceder-se um ao outro no honrar seu irmão

    Entusiasmo (12:11)

        Os cristãos não devem ser indolentes e lerdos

        Muitos têm projetos ambiciosos mas não perseveram

        Nossa energia tem que ser dirigida para o Senhor; isto é o controle do nosso entusiasmo pois precisa
   
     ser regulado por Cristo

    Paciência (12:12)

        Deus quer que continuemos nos tempos difíceis

        Nossa perseverança depende de nossa esperança (fixando-nos no Senhor e em nossa perspectiva de
   
     estar com ele) e de nossas orações

    Generosidade (12:13)

        Precisamos ajudar nossos irmãos necessitados com boa vontade

        Ironicamente, quando nos tornamos mais prósperos, parece que nos tornamos mais sovinas

    Hospitalidade (12:13)

        Literalmente, persiga-a. Não somente mostrando hospitalidade quando forçado a isso, mas
   
     procurando oportunidades para ser hospitaleiro

        Não mostrando-a para nossos melhores amigos, mas para aqueles que nada têm para oferecer-nos
   
     em retribuição (Lucas 14:12-14)

    Boa vontade (12:14)

        Um jogo com a palavra perseguir; a mesma palavra está no original como praticar, no versículo 13

        Temos que responder aos nossos inimigos com o bem

    Simpatia (12:15)

        É preciso ter interesse mútuo e preocupação

        Somos interessados demais em nós mesmos para simpatizar com nossos irmãos?

        Algumas vezes é mais fácil chorar com aqueles que choram do que regozijar- se com aqueles que
   
     regozijam

    Humildade (12:16)

        Não devemos desprezar pessoas humildes ou coisas humildes

        Orgulho é um pecado que é difícil de detectar

Perguntas:
 

1. De que maneira cristãos devem amar os irmãos?

2. Quais coisas devemos fazer para nossos irmãos?

3. Quais são as atitudes que devemos ter referentes aos irmãos?


Relação com não cristãos (12:17-21)

    Comportamento honroso

        Precisamos planejar de antemão para fazer aquilo que é respeitável

        Não é suficiente fazer o que é direito; precisamos nos conduzir da forma que não deixa dúvidas sobre
   
     nossa integridade

    Não procurar a vingança

        Isto não é ensinar que o mal não deve ser punido, mas que não devemos ser os que o farão

        Não devemos tomar a retribuição em nossas próprias mãos; Deus cuidará dessa parte

    Devemos superar o mal com o bem

        Fazendo-se assim o malfeitor pode encher-se de remorso e arrepender-se

        O errado não é vencido, mas duplamente vitorioso, quando atacado com suas próprias armas

Perguntas: 

1.ì Como devemos tratar nossos inimigos?

2. Como o Senhor vê a vingança?


Relação com o governo (13:1-7)

    Função do governo

        Ordenado por Deus. Deus não apóia a anarquia

        Um ministro de Deus para castigar o mal. O governo é um dos modos pelo qual Deus tira a vingança
   
     que devemos deixar para ele (veja 12:17-21)

            O governo é encarregado de uma responsabilidade que é especificamente proibida ao cristão

            O governo empunhando a espada por indicação de Deus prova que a pena capital é justa

        Castiga o mau e abençoa o bem

    A responsabilidade do cristão para com o governo

        Obedecer as leis porque

            Deus ordenou o governo. Temos obrigação moral de obedecer (veja também 1 Pedro 2:13-17)

            O castigo acontece com aquele que desobedece

        Pagar os impostos e a alfândega

        Respeitar e honrar

Perguntas: 

1. Qual é a relação de Deus e o governo?

2. Quais são os motivos dados neste trecho para obedecer o governo?

3. Qual é o propósito do governo?

4. O que o cristão deve ao governo?

5. Desafio adicional: Deus quer que o governo execute a pena de morte ou não?


Amor, o cumprimento da lei (13:8-10)

    Não deva nada além do amor

        Devemos pagar nossas dívidas

            Devemos ser cuidadosos em fazer dívidas, para que possamos pagá-las

            Honestidade e integridade nos negócios são componentes vitais de cristianismo

        O amor é uma dívida que não se pode pagar; sempre devemos amor

    O amor é o cumprimento da lei

        Ironicamente, hoje em dia alguns procuram colocar a lei e o amor em oposição

        O amor resume a lei; a lei é a aplicação específica do amor em situações concretas

Ande na luz do dia (13:11-14)

    Contraste entre dia e noite (veja 1 Tessalonicenses 5:4-8; 1 João 2:7-11)

        A noite representa o pecado, o mal, o mundo sob o poder do mal

        O dia representa a verdade, a justiça e o reino de Deus

        Vivemos em duas épocas; o reino de Deus já foi inaugurado, mas muitos continuam a viver nas trevas

    Imperativos

        Desperte-se; é urgente

            Estamos vivendo na era final

            O evento decisivo, divisor de águas da História, foi a morte e a ressurreição de Cristo

            Esta era, não importa quanto dure, é um epílogo

        Ponha de lado as obras das trevas

            Pecados associados com a bebida

            Pecados de sensualidade

            Pecados de discórdia; é interessante que estes estejam alistados aqui, porque freqüentemente
   
         a discórdia e o ciúme não nos parecem tão sérios como a embriaguez e a imoralidade sexual

        Vista a armadura da luz e revista-se de Jesus Cristo

        Não se disponha para a carne

            Precisamos não fazer o pecado conveniente

            Não devemos planejar para pecar. Não lhe demos oportunidade

Perguntas: 

1. De quais maneiras Paulo frisa a importância do mandamento de amar uns aos outros?

2. De que forma nossa salvação está mais perto?

3. Quais pecados devemos tirar?

4. Devemos nos vestir com o quê?


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA