Share Button

A congregação

Deus não quer que nos percamos. Ele nos alerta para a possibilidade da apostasia e trabalha para reforçar o laço entre ele e nós. Ele providenciou meios abundantes para nos ligar sempre mais junto a si, garantindo nossa segurança. Um de tais meios é a congregação. Quando Deus nos salva, ele não quer que cada um de nós permaneça independente das outras pessoas salvas perto de nós. Ele quer reunir-nos em congregações. Assim, lemos no Novo Testamento a respeito da "igreja de Deus que está em Corinto" (1 Coríntios 1:2), e outros grupos locais de discípulos. Quando o convertido Saulo de Tarso retornou a Jerusalém "procurou juntar-se com os discípulos" (Atos 9:26). Este tipo de ação tem a aprovação de Deus. Ele não quer que nos mantenhamos afastados dos outros discípulos. Ele quer juntar os discípulos de uma localidade em um grupo.

Algumas pessoas não têm entendido isto. Quando eu falo com pessoas a respeito de ser "só cristão", sem aderir a nenhuma denominação, eu tenho freqüentemente que explicar que isso não significa que uma pessoa possa ser somente um cristão sem participar de uma congregação de discípulos. Conheci uma senhora que foi batizada e nunca mais voltou a outro culto. Ela sabia que precisava ser batizada. Mas não tinha idéia sobre o que se seguiria ao batismo.

Robert Bunting e Harold Dowdy contam terem batizado um homem que, depois de ser levantado do sepulcro de água, exclamou: "Oba! Está bom!", então, tornou a mergulhar, nadou para longe e nunca mais foi visto.

Deus é um ser de sabedoria e inteligência. Ele não age sem razão e propósito. Ele não estabeleceu a congregação sem nenhuma razão. Você pode, provavelmente, pensar em muitas razões pelas quais ele planejou a congregação. Porém destas razões não é menor a de que seu povo precisa juntar-se, partilhando a força e o entusiasmo uns com os outros, encorajando uns aos outros.

Não é este o assunto de versículos como Hebreus 3:13? Depois da advertência do perigo de ter "perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo", um lado positivo é mostrado: "Pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado". Não é isto o porquê Deus deseja que fiquemos juntos em vez de cada discípulo levar uma existência independente? 

Há mais em Hebreus 10:24-25. "Conside-remo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras". Em vez de abandonar a prática de "congregar-nos", Deus quer que nos juntemos de modo que possamos exortar uns aos outros.

Assim, muitas outras passagens têm o mesmo pensamento: "Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo.... Exortamo-vos também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos" (1 Tessalonicenses 5:11,14). De fato, qualquer passagem que nos mande ensinar, encorajar, fortalecer uns aos outros é evidência da intenção de Deus pela congregação.

As pessoas têm influência umas sobre as outras. Pode ser para o mal, como Paulo alertou quando a presença de negadores da ressurreição, em Corinto, ameaçava virar a mente dos cristãos para uma filosofia mundana: "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes" (1 Coríntios 15:33). Mas também pode ser para o bem, quando os discípulos enfrentam juntos as influências debilitantes que eles têm que encarar no mundo, compartilhando a fé e o entusiasmo uns com os outros, encorajando e fortalecendo uns aos outros.

Talvez você tenha ouvido a respeito do discípulo que foi exortar um irmão que havia saído da irmandade. Ele entrou e sentou-se com o irmão negligente em frente a uma lareira cheia de carvões acesos sem dizer nenhuma palavra. Depois de algum tempo, ele pegou o ferro atiçador e separou um dos carvões dos outros. Não demorou muito para que o carvão separado perdesse seu brilho e começasse a esfriar. O visitante não precisou dizer nenhuma palavra. Sua mensagem estava dada.

A congregação é parte da providência de Deus para reforçar o laço entre ele e cada um dos seus filhos. Cada discípulo tem a responsabilidade de ser zeloso, de encorajar os outros, de partilhar sua fé, seu otimismo e seu interesse no trabalho do Senhor com os outros. Podemos ajudar outros e podemos receber ajuda numa camaradagem como esta. Às vezes seremos doadores, outras vezes seremos os recebedores, e ainda outras vezes seremos ambas as coisas ao mesmo tempo.

São os pequenos grupos que são capazes de fazer o melhor deste modo, como quando duas ou três famílias se reúnem ocasionalmente, não tanto para se divertirem juntas quanto para conversarem sobre os interesses espirituais que elas têm em comum. Nada me fez tanto bem, na cidade de Romulus, Michigan, como as pequenas reuniões trimestrais que eu tinha com os professores de aulas bíblicas. Estas pequenas reuniões, nas quais professores interessados e zelosos conversavam juntos sobre o que eles estavam fazendo nas aulas, não permitiam que alguém ficasse desanimado por muito tempo. Tínhamos que ficar animados com o trabalho quando testemunhávamos o interesse que os professores tinham em seus discípulos e a exaltação sentida pelo trabalho deles. Entusiasmo e otimismo são contagiosos.

Ó meu irmão ou irmã, não percamos levianamente tais oportunidades para que discípulos estejam juntos! Deus nos juntou, e ele o fez por alguma razão. Fortalecer os laços que temos com ele é parte de seu esforço. Seríamos nós uma espécie de ingratos que desprezariam a dádiva de Deus? Certamente que não.


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA