Share Button

O Começo da Igreja - Atos 2

Se quiséssemos fazer uma lista dos dez maiores dias na História da humanidade, certamente o Pentecostes S o primeiro Pentecostes após a ressurreição de Jesus S teria de estar na lista.  O Pentecostes foi o começo (Atos 11:15).  Foi o início daquilo que estava proposto, não na mente do homem, mas na mente de Deus; não como um pensamento que ocorreu depois, mas desde a eternidade.

Em todas as épocas, Deus havia visualizado um corpo de pessoas que se assemelhariam à imagem de seu Filho; as quais chamaria, justificaria e glorificaria (Romanos 8:29-30); as quais seriam compradas pelo sangue de seu Filho (Atos 20:28); seriam santificadas e purificadas, libertas da mancha, da ruga e do defeito, sendo a noiva de seu Filho (Efésios 5:25-27); as quais seriam "raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus" (1 Pedro 2:9); as quais seriam uma demonstração de sua multiforme sabedoria, não só para os homens, mas para os principados e as potestades nas regiões celestes (Efésios 3:10-11).  Essas pessoas seriam a sua igreja.

Por volta de nove meses antes de morrer, Jesus disse:  "Sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mateus 16:18).  Pedro havia acabado de confessar:  "Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo".  Sobre esse fundamento de verdade a igreja de Cristo seria edificada.  Sobre esse fundamento seriam colocadas pedras vivas (1 Pedro 2:5), pedras que juntas formariam o templo de Deus.  Mas o trabalho de edificação ainda não havia começado.  O valor da compra ainda não tinha sido pago.  O agente santificador e purificador ainda não estava à disposição.  O processo de edificação tinha de aguardar sua morte, sepultamento, ressurreição e ascensão ao céu, onde, como Sumo Sacerdote, ele ofereceria o seu próprio sangue como expiação do pecado.

O palco estava posto dez dias após a ascensão de Jesus.  O Dia do Pentecostes chegava.  Os apóstolos estavam reunidos.  Os judeus, homens religiosos, tinham se reunido em Jerusalém vindos das mais diversas nações ao redor do mundo.  O Espírito Santo desceu sobre os apóstolos.  Eles falaram em línguas.  Multidões afluíram para aquele local.  Ficaram estupefatos e se prepararam para escutar a explicação do fenômeno que estavam presenciando e escutar a mensagem que se seguiria.  Pedro, com os outros onze apóstolos, falou a respeito de Jesus, provando que aquele a quem o povo tinha crucificado era Senhor e Cristo.  As multidões se convenceram, sendo profundamente tocadas.  "Que faremos, irmãos", perguntavam todos.

Nenhuma mudança de voz podia representar o terror que teriam sentido ao levantarem a pergunta.  Já tinham ouvido falar do fogo que consumiu Nadabe e Abiú, da terra que se abriu para engolir Coré a aqueles que com ele se tinham rebelado, da morte súbita de Uzá.  Agora estavam sendo convencidos do pior dos pecados, a crucificação de seu Messias.  Qual seria o fim deles?
Só podemos imaginar a alegria deles quando Pedro falou da remissão dos pecados:  "Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo" (Atos 2:38).  Perto de 3.000 pessoas alegremente aceitaram a palavra e foram batizadas (Atos 2:41).

Salvaram-se 3.000 almas aquele dia.  Três mil pedras vivas se fixaram sobre o sólido fundamento.  Cristo tinha começado agora o processo de edificar a igreja.  Mas o que havia começado no Pentecostes se mostraria um processo contínuo:  "Acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos" (Atos 2:47).

O processo de construir continua até hoje.  Sempre que alguém é convencido pelo evangelho, arrepende-se e é batizado, ele é salvo e se torna mais uma pedra viva a ser acrescentada pelo Senhor à sua igreja.  O processo continuará até a última pessoa se converter antes que o Senhor venha.  Nessa hora, a igreja do Senhor estará completa.

Para entendermos corretamente o que é a igreja do Senhor obviamente precisamos pensar em termos celestiais e não terrenos.  Alguém está muito errado quando pensa na igreja de Cristo como um mero aglomerado de todas as "boas" igrejas.  A visão dessa pessoa é muito limitada se ela pensar na igreja de Cristo como o povo fiel de Deus entre esta nossa geração. A igreja de Cristo é um corpo celeste constituído de seguidores fiéis de todas as épocas, alguns ainda na terra, outros já no paraíso, mais todos juntos compreendendo a sua igreja.  É um corpo de pessoas que inclui Paulo, Pedro, Barnabé, Maria, Priscila, Áqüila, os vitoriosos que conhecemos em nossos dias e que já passaram, bem como os fiéis desta terra, os quais ainda lutam, esforçam-se e vencem em Cristo.  Que comunidade temos na igreja de Cristo!  E tudo começou no primeiro Pentecostes após a ressurreição de Cristo.

- por Bill Hall


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA