Share Button

O Propósito Eterno de Deus

Duas perguntas têm desafiado a humanidade em toda a história de que se tem conhecimento.  A primeira é: "De onde viemos?".  Gênesis 1:1 apresenta claramente a resposta:  "No princípio, criou Deus os céus e a terra" (Gênesis 1:1).  Nenhuma outra resposta é tão lógica, e certamente não tem tanta autoridade quanto essa.

A resposta à segunda pergunta é muito mais difícil.  "Por que estamos aqui?"  Sem dúvida, a resposta se encontra na própria natureza de Deus, sobretudo no fato de que "Deus é amor" (1 João 4:8,16).  O amor explica muitas coisas que não poderiam ser explicadas de outra forma, tanto nas questões humanas quanto nas operações de Deus.

A Natureza do Amor

O amor precisa ter um objeto.  E, quanto mais esse objeto parecer conosco, mais nós o amaremos.  Um cachorro é um animal de estimação melhor que um peixinho, porque o cachorro se assemelha mais aos homens em suas reações.

Nenhum cachorro ou outro animal, é claro, se compara ao ser humano.  Adão fez um levantamento de todos os animais criados por Deus e os nomeou, "para o homem, todavia, não se achava uma auxiliadora que lhe fosse idônea" (Gênesis 2:20).  Deus fez para ele uma mulher S ossos de seus ossos e carne de sua carne.  Por fim, Adão teve uma ajudadora comparável a ele, um objeto perfeito de seu amor.

Outro fato sobre o amor é que, à medida que cresce, ele deseja uma multiplicação de objetos.  Adão também serve de exemplo para isso.  O seu amor por Eva levou ao nascimento de Caim, de Abel, de Sete e de outros "filhos e filhas".

A Natureza do Amor de Deus

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus . . . " (João 1:1).  Ele era o objeto perfeito do amor de seu Pai, pois era perfeitamente comparável ao Pai.  Seguindo o caráter do amor, no entanto, Deus queria muito mais filhos como Jesus.  Então disse:  "Façamos o homem à nossa imagem" (Gênesis 1:26).  E o fizeram!  Adão e Eva e toda a humanidade são o resultado do propósito amoroso de Deus.

Romanos 8:29-30

Criado à imagem de Deus, o homem adquiriu o poder de escolha.  Deus devia ter sabido que nem todo homem optaria por ser o que Deus esperava dele, mas ele teve o pré-conhecimento de que alguns teriam esse desejo; e "aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos" (Romanos 8:29).  Esse texto confirma o propósito de Deus para a nossa existência.  Ele queria mais filhos como o primeiro filho.

Atos 17:26-27

"De um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação; para buscarem a Deus se, porventura, tateando, o possam achar, bem que não está longe de cada um de nós."

Uma das grandes maiores alegrias da paternidade é ver nosso filho pedir a nossa ajuda.  Que pai não teve a satisfação de poder atender, com palavras de segurança e com um abraço tranqüilizador, a um filho que durante a noite lhe chamou com medo?  Qual de nós nunca ficou emocionado de ouvir uma vozinha atrás de nós:  "Estou seguindo as tuas pegadas"?

Deus desejava filhos que procurassem por ele, que o amasse de todo o coração, alma e mente (Mateus 22:37).  Ele queria que fossem seus seguidores como filhos amados (Efésios 5:1).  Ele queria vê-los obedecendo-lhe sempre para o bem deles (Deuteronômio 6:24).  Ele ansiava conceder-lhes "toda boa dádiva e todo dom perfeito" (Tiago 1:17).  E foi por isso que ele nos formou!

O Jardim do Éden

O Éden foi um paraíso enquanto Adão e Eva amavam e respeitavam a Deus.  Era um paraíso, não tanto por causa da perfeição e da beleza física de Adão e de Eva, mas sim por causa da beleza da sua santidade.  Não tanto por causa da falta de cardos e de abrolhos, mas mais por causa da falta de pecado. Não tanto por causa da presença da árvore da vida, mas mais por causa da "presença do Senhor Deus . . . por entre as árvores do jardim" (Gênesis 3:8).  Na verdade, Deus habitava com o homem.  Era o céu na terra.

Satanás viu o plano de Deus e decidiu afastar as criaturas de seu Criador.  Em conseqüência das tentativas de Satanás, a humanidade está longe do que Deus desejava, e o mundo está longe de ser um paraíso.  Mas Deus não abandonou seu propósito.  Ele predestinou os que o amavam para serem chamados, justificados, glorificados e "conformes à imagem de seu Filho" (Romanos 8:28-29).  E, tendo predeterminado isso, isso tem que acontecer, custe o que custar.

A Bíblia é a história da execução do plano de Deus apesar da oposição de Satanás.  É a história do amor vencedor.  Nenhuma decisão que possamos fazer é tão urgente como a decisão de amar aquele que nos amou primeiro e permitir que o seu propósito seja concretizado em nossa vida.

- por Sewell Hall


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA