Share Button

Os desafios na vida do novo cristão (23)

Guardando todas as coisas

Num monte da Galiléia, Jesus anunciou um reino que abrangeria todas as nações. Ele proferiu as palavras que estão registradas em Mateus 28:18-20. Vamos estudá-las com um destaque emguardar todas as coisas.

Há uma grande afirmação

O evangelho de Mateus ressalta a autoridade de Jesus Cristo. Há autoridade em seu ensino (Mateus 7:29). Ele exerceu autoridade ao curar depois de descer do monte. Ele curou o leproso e o servo do centurião em Cafarnaum (Mateus 8:1-13). Ele tinha poder na terra para perdoar pecados (Mateus 9:6). Tinha até autoridade sobre Satanás e a delegou aos apóstolos (Mateus 10:1). Em Mateus 28:18, ele afirmou ter “toda a autoridade”. A autoridade ficou comprovada quando o Messias ressuscitou dos mortos. Ele foi designado Filho de Deus com poder, segundo o espírito de santidade pela ressurreição dos mortos(Romanos 1:4).

Jamais deixe de ficar maravilhado com esse fato. Significa que podemos obedecer-lhe sem temer. Quando as dúvidas se infiltrarem na mente, lembre-se dessa grande afirmação do Rei ressurreto.

A grande comissão

“I de, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus 28:19). Essas são palavras mais de obrigação que de incentivo. Jesus se baseou na afirmação “toda a autoridade”.

Jesus mais adiante disse: “Ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado” (Mateus 28:20). O discípulo é um aprendiz, um aluno, e está ligado ao mestre. O discípulo escuta e age segundo a instrução que recebe. Como cristãos, estamos matriculados na escola de Cristo, na qual ele é o professor e a matéria. O batismo (v. 19) se faz uma só vez. O ensino continua acontecendo por toda a vida. Esse ensino deve ser tão valioso para o coração que nenhum homem possa eliminá-lo ou de algum modo alterá-lo com o ensino falso.

Aprendemos a grande necessidade de ser equilibrados em nossa resposta à verdade quando observamos a Jesus corrigindo os fariseus e saduceus. Os saduceus eram uma facção do judaísmo, cheios de opiniões mas pouco equilibrados. Eram os liberais a favor dos romanos que negavam a ressurreição do corpo. Os fariseus, por outro lado, não só criam na vida após a morte, mas podiam dizer-lhe o que você iria vestir. Colocavam as suas opiniões no mesmo nível da verdade que Deus lhes revelou. Eles receberam do Senhor a seguinte mensagem: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da lei; a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” (Mateus 23:23). Davam muita importância a insignificâncias. Tudo o que foi revelado na Bíblia nos é importante e essencial. Mas precisamos saber dar ênfase às prioridades. Quando ressaltamos as questões do coração, tendo como ponto de partida o caráter de Deus, as demais coisas começam a se encaixar no seu devido lugar.

Em Mateus 22:24-28, os saduceus apresentaram um caso hipotético a Jesus com respeito à lei do levirato acerca do casamento. Se morresse um marido e morresse cada um de seus seis irmãos que tivessem depois se casado com a esposa deste marido, morrendo eles um por vez, e morresse também a mulher, de quem ela seria esposa na ressurreição? A visão limitada e a proteção teimosa de minúsculos fragmentos de verdade os levava a lutar por coisas inúteis.

Você já ouviu a pergunta: “Onde Caim conseguiu a sua esposa?” ou: “Adão e Eva tinham umbigo?” É perigoso se ocupar com esse tipo de pergunta. Elas retardam o crescimento cristão.

Devemos ser estudantes aplicados e praticantes da Bíblia. A grande comissão é um processo contínuo. Seja equilibrado. Cuidado com os falsos mestres.

A grande promessa

“E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. Amém” (Mateus 28:20). A linguagem usada nesse versículo faz a nossa atenção se fixar na promessa. O “estou” denota certeza e exaltação. Fixemo-nos nele. A promessa abrange o que foi, o que é e o que será. “Amém” fala da confirmação que Cristo faz dessa grande promessa.

Continue a se entusiasmar com a segurança desse versículo. Nos dias bons ou maus, ele estará conosco. Apenas tenha paciência para “guardar todas as coisas”.

–por Jerry Accettura


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA