Share Button

Eles não podiam acreditar

Marcos diz sobre os discípulos de Jesus,“Estavam de caminho, subindo para Jerusalém, e Jesus ia adiante dos seus discípulos. Estes se admiravam e o seguiam tomados de apreensões. E Jesus, tornando a levar à parte os doze, passou a revelar-lhes as coisas que lhe deviam sobrevir, dizendo: Eis que subimos para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos principais sacerdotes e aos escribas; condená-lo-ão à morte e o entregarão aos gentios; hão de escarnecê-lo, cuspir nele, açoitá-lo e matá-lo; mas, depois de três dias, ressuscitará” (Marcos 10:32-34).

Jesus estava a caminho de Jerusalém para levar seu ministério terrestre à sua conclusão pretendida. A hostilidade nos corações dos principais sacerdotes e dos anciões para ele não era nenhum segredo. A última vez que estava em Jerusalém precedente a esta viagem, seus inimigos haviam tentado em duas ocasiões apedrejá-lo, quando ele proclamou sua divindade. Ele disse aos fariseus: “Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, EU SOU. Então, pegaram em pedras para atirarem nele; mas Jesus se ocultou e saiu do templo” (João 8:58-59). Nessa mesma visita a Jerusalém, outra vez proclamou sua divindade, dizendo: “Eu e o Pai somos um. Novamente, pegaram os judeus em pedras para lhe atirar” (João 10:30-31). Então João nos diz no versículo 39: “Nesse ponto, procuravam, outra vez, prendê-lo; mas ele se livrou das suas mãos”. Não é de se espantar que seus discípulos estavam maravilhados e assustados enquanto ele continuou a viajar para Jerusalém apesar do perigo que o aguardava lá.

Mas apesar dos apóstolos sentirem a hostilidade dos escribas, dos fariseus e dos sacerdotes em relação a Jesus, e de saber que eles o destruiriam se pudessem, eles não podiam acreditar que Jesus seria preso, condenado e morto.

Agora, aqui em Marcos, capítulo 10, pela terceira vez, o Senhor tenta fazer seus apóstolos ficarem cientes do que o esperava em Jerusalém – e que faz parte do plano eterno de Deus. Ele já havia contado essas mesmas verdades em Marcos 8:31 e em Marcos 9:31. No entanto, com todos seus avisos prévios, a crucificação e a ressurreição os pegaram de surpresa. Em sua passagem paralela a nosso texto, Lucas diz: “Eles, porém, nada compreenderam acerca destas coisas; e o sentido destas palavras era-lhes encoberto, de sorte que não percebiam o que ele dizia” (Lucas 18:34).

–por Clarence R. Johnson


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA