Share Button

Pedindo demais desta vida

“Sei que nada há melhor para o homem do que regozijar-se e levar vida regalada; e também que é dom de Deus que possa o homem comer, beber e desfrutar o bem de todo o seu trabalho” (Eclesiastes 3:12-13).

Em Eclesiastes Qohelet, ou o Pregador, está compartilhando as suas observações sobre a vida. Ele não está expressando uma visão divina por si; mas sim, está dando sua avaliação do ponto de vista da experiência humana. Ele diz, “Apliquei o coração a esquadrinhar e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu.... Aplicando-me a conhecer a sabedoria e a ver o trabalho que há sobre a terra – pois nem de dia nem de noite vê o homem sono nos seus olhos” (Eclesiastes 1:13; 8:16).

O Pregador examina vários esforços humanos de descobrir a felicidade: sensualidade, materialismo, longevidade, beleza, força, posteridade, sabedoria e outros dons da vida terrestre, que o homem respeita. Sua análise: a satisfação verdadeira não pode ser encontrada na experiência humana. “Tudo é vaidade e correr atrás do vento” (Eclesiastes 1:2,14,17; 2:11,17,26; etc.).

A vida é arbitrária e impredizível demais para fornecer a felicidade genuína (cf. Eclesiastes 7:15; 8:14). Nossa ignorância, combinada com o providência insondável de Deus, faz-nos incapazes de determinar eficazmente nosso próprio caminho (cf. Eclesiastes 3:11; 6:12; 7:13-14,23-24; 8:17). Todos morrerão eventualmente, nossas posses serão deixadas para os outros e nós seremos esquecidos (Eclesiastes 2:14-16,20-23; 3:18-20; 9:5-6). Isso não é pessimismo; é simplesmente como as coisas são.

Nunca pretendeu-se que nós encontrássemos nossa felicidade final na terra. O Pregador afirma que, para todo o mal e infortúnio que nos sucede nesta vida, Deus tem fornecido uma fonte suficiente da bondade, satisfação e apreciação. Assim sua exortação repetida: “Eis o que eu vi: boa e bela coisa é comer e beber e gozar cada um do bem de todo o seu trabalho, com que se afadigou debaixo do sol, durante os poucos dias da vida que Deus lhe deu; porque esta é a sua porção” (Eclesiastes 5:18; cf. 2:24-25; 3:12-13; 8:15).

Vamos parar de pedir mais da vida terrena do que ela pode nos dar. É construída por Deus de tal maneira para servir de um lugar de provação, um momento de crescimento, uma extensão de alegria e dificuldade. Aprenda a apreciar as coisas simples de hoje e pare de fingir que a felicidade verdadeira está bem ali na frente. Quando considerada corretamente, a vida apresenta felicidade razoável mas estimula nosso apetite para o céu.

– por Jim Jonas


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA