Share Button

O trabalho de juntar e colecionar 

“Porque Deus dá sabedoria, conhecimento e prazer ao homem que lhe agrada; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte e amontoe, a fim de dar àquele que agrada a Deus. Também isto é vaidade e correr atrás do vento” (Eclesiastes 2:26).

Deixe Deus fora da consideração, e nossas vidas neste mundo chegam a ser nada mais do que obter e se livrar de “coisas”. Se nada existe a não ser a ordem natural, então as nossas atividades são variações do tema de “juntar e colecionar”. O ratinho que junta coisas e nós estamos fazendo praticamente a mesma coisa.

Bertrand Russell disse cinicamente que há dois tipos de trabalho humano: “primeiro, alterar a posição da matéria próxima da ou na superfície da terra para outra matéria” e “segundo, dizendo a outras pessoas que assim fazemos”. Se não há Deus, Russell está certo. O ato mais sublime do qual um ser humano é capaz significaria nada mais do que a mudança de moléculas de um lugar a outro, a mera manipulação de coisas. Seríamos, de fato, apenas “as pessoas que cuidam dos nossos pertences” (Frank Lloyd Wright).

No fundo, é claro, queremos acreditar que há mais na vida do que juntar e colecionar. Parecemos precisar de um relacionamento real com um Ser que é superior a nós. Mas estamos meramente nos envolvendo em pensamentos desejosos? Se estamos, então isto em si é um pensamento deprimente. Significaria que nos evoluímos ao ponto da nossa necessidade mais profunda ser por uma significância que é impossível no mundo real. Somos destinados a morrer de sufoco espiritual, precisando desesperadamente de “ar” que não existe fora da nossa própria imaginação.

Mas Deus existe. E o nosso anseio por significância é uma prova de nossa criação em sua imagem. Fomos criados para fazer mais do que manipular coisas materiais. Jesus disse, “Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui” (Lucas 12:15). Se ignoramos a Deus, então tudo que resta é a anulação de nós mesmos em juntarmos e colecionarmos, e toda “possessão a mais nos carrega com um novo cansaço” (John Ruskin). Mas há mais tantas coisas possíveis para pessoas criadas por Deus! Como é triste nos gastarmos materialmente e nos resignarmos ao “vazio de uma vida ocupada”.

O mundo está muito conosco, tarde e cedo,
Ganhando e gastando, desperdiçamos os nossos poderes
(William Wordsworth).

–por Gary Henry


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA