Share Button

O arrebatamento

“A VIAGEM SUPREMA..., Aqueles que ainda estão vivos para contarem a história do ‘Projeto Desaparecimento’ tentarão em vão descrever o acontecimento que irá verificar os segredos mais antigos da palavra de Deus... ‘Lá estava eu, dirigindo pela estrada e, de repente, o lugar ficou uma loucura ... tinha carros indo a todas as direções ... e nenhum deles tinha motorista. Estava uma loucura total! Eu achava que era uma invasão do espaço!’” (Lindsey 124-125).

Esta é a descrição de Hal Lindsey do “arrebatamento”, um conceito extremamente popular entre os fundamentalistas evangélicos. O que a Bíblia ensina sobre a doutrina do “arrebatamento”?

A doutrina definida

Para responder esta pergunta, primeiro precisamos saber qual é a doutrina. Lindsey afirma o seguinte:

“Algum dia, um dia que apenas Deus sabe qual é, Jesus Cristo virá para levar embora aqueles que crêem nele. Ele virá para encontrar os verdadeiros crentes no ar... Será o final vivo. A viagem suprema.” (Ibid. 126)

“... nós acreditamos que a Bíblia distingue entre o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo e .... eles não acontecerão simultaneamente.” (lbid.)

Então, de acordo com os pré-milenaristas (que acreditam num reinado futuro de Cristo na terra durante mil anos), não há apenas uma segunda vinda de Cristo, há uma segunda e uma terceira (e, na verdade, até uma quarta). A próxima vez que Jesus vier, dizem os pré-milenaristas, ele secretamente “arrebatará” (“apanhará”) os verdadeiros crentes. Ele ressuscitará os justos mortos. Mas os descrentes e os mortos perdidos permanecerão.

Termos chaves

Há algumas palavras bíblicas chaves associadas com esta doutrina que precisamos entender. O termo arrebatamento em si é derivado da versão Vulgata Latina de 1 Tessalonicenses 4:17 onde aparece a expressão “arrebatados”. De lá que parte a idéia de que os cristãos vivos na época da vinda de Cristo serão trasladados e arrebatados para encontrarem o Senhor no ar (Walvoord. 248).

Em 1 Tessalonicenses 4:17 a palavra grega “harpazo” é traduzida “arrebatados” na versão Almeida Revista e Atualizada. O termo significa “agarrar, apanhar” (Arndt & Gingrich. 108). A palavra “vinda”, usada para descrever a vinda de Cristo (1 Tessalonicenses 4:15) é traduzida a partir da palavra grega “parousia”. Ela significa presença, vinda, chegada” (Ibid. 635). Sempre foi usada para presença literal (cf. Filipenses 2:12). Finalmente, a palavra “manifestação” usada para descrever a segunda vinda de Jesus (1 Timóteo 6:14), vem do grego “epiphaneia” (equivalente em português a epifania). Esta palavra refere-se a “uma manifestação visível de uma divindade escondida” (Ibid. 304).

A doutrina descrita

Há seis partes principais à doutrina pré-milenarista do arrebatamento:

1. A “segunda vinda” de Cristo é diferente de, e vem após, o “arrebatamento”: “... nós acreditamos que a Bíblia distingue entre o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo e .... eles não acontecerão simultaneamente” (Lindsey 131).

2. O arrebatamento será secreto: “...no arrebatamento, apenas os cristãos o verão — é um mistério, um segredo. Quando os crentes vivos são levados, o mundo será mistificado” (Ibid. 131).

3. Apenas os justos serão ressuscitados na época do arrebatamento: os injustos serão ressuscitados no final “do milênio” (Ibid. 130-31).

4. A igreja estará no céu por um período de sete anos (durante a Grande Tribulação): “ ...sua presença durante este período dos últimos sete anos na história depende completamente de você” (Ibid. 127).

5. Os acontecimentos na terra continuarão: “Estes crentes serão removidos da terra antes da Grande Tribulação — antes daquele período da mais terrível pestilência, matança e fome que o mundo jamais conheceu” (lbid).

6. Muitos serão levados a Cristo após tudo isso: “Nós precisamos entender que durante a Tribulação de sete anos haverá pessoas que se tornarão crentes naquela época” (Ibid. 132).

O que a Bíblia diz

A Bíblia usa as palavras “arrebatados” (harpazo), “vinda” (parousia) e “manifestação” (epiphaneia), de modo trocável, para descrever a segunda vinda de Cristo. O Senhor irá destruir o sem lei “pela manifestação (epiphaneia) de sua vinda (parousia)” (2 Tessalonicenses 2:8). Esta “vinda” (parousia) é na mesma hora que ele arrebatará os santos (1 Tessalonicenses 4:15,17). Jesus não voltará uma terceira e quarta vez; há apenas a segunda vinda. Estes acontecimentos, os cristãos sendo arrebatados e a segunda vinda de Cristo, não serão separados por 1007 anos (a “Grande Tribulação de sete anos seguida pelo reinado de 1000), como os pré-milenaristas afirmam, mas ambos acontecerão ao mesmo tempo.

Quando ele vier pelos santos, não será secreto. “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro” (1 Tessalonicenses 4:16).

Não haverá um período de 1007 anos entre a ressurreição dos justos e a ressurreição dos injustos. Todos os mortos serão ressuscitados ao mesmo tempo. “Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo” (João 5:28-29).

Os cristãos não vão ficar com o Senhor e depois voltar para a terra por mil anos. Vamos deixar esta terra para sempre quando ele voltar. “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor” (1 Tessalonicenses 4:16-17).

A palavra “assim” é um advérbio que significa “nesta maneira”. Desta maneira, no ar “estaremos para sempre com o Senhor”, não diz que apenas por sete anos estaremos com o Senhor.

Na sua vinda (parousia) a terra, até o universo, será destruída (1 Coríntios 15:20-24,50-54; 2 Pedro 3:1-12).

Não haverá uma segunda chance para ser salvo, pois na sua vinda todos serão julgados e receberão a eternidade no céu ou no inferno (Mateus 25:31-46).

A Bíblia não ensina a doutrina do pré-milenarismo do “arrebatamento”. Esta doutrina alimenta a esperança falsa de uma segunda chance depois da volta de Jesus. É uma parte integrante do sistema falso e materialista do pré-milenarismo. Quando Cristo voltar, este mundo chegará ao fim, todos nós seremos julgados e a eternidade começará.

“Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão” (2 Pedro 3:11-12).

–por Keith Sharp

Obras citadas:
Arndt, F.W. e W.F. Gingrich, A Greek-English Lexicon of the New Testament.
Lindsey, Hal. The Late Great Planet Earth.
Walvoord, John F. The Millennial Kingdom.


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA