Share Button

Lutando pela união

A oração do Senhor (João 17) é muito citada – em parte – para enfatizar a necessidade de união entre o povo de Deus. Eu te desafio a estudar cuidadosamente o capitulo a procura dos meios de obter e manter aquela união.

Há três partes a serem consideradas: a oração de Cristo em favor de si mesmo, em favor dos apóstolos, e em favor daqueles que “vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra”. Na oração de Cristo para si (versículos 1-5) ele diz que veio à terra para dar a vida eterna, e ele identifica isso como “conhecer” o Pai e Filho. Seu trabalho na terra glorificou o Pai e quando terminasse (na crucificação) ele pediria para voltar à sua glória original com o Pai.

Assim como o Pai foi glorificado no Filho, Cristo é glorificado nos seus apóstolos (versículo 10). Também, na segunda parte de sua oração, Cristo diz que ele manifestou o nome de Deus (versículo 6) e havia lhes dado a palavra do Pai (versículos 6,8 e 14) a fim de “conhecerem” Deus (receber, acreditar e guardar a palavra – versículos 6 e 8; veja 1 João 2:3-5). Sendo tão “guardados” os apóstolos são “um, assim como nós” (versículo 11). São separados, santificados, através da verdade (versículos 17-19).

Finalmente, Cristo ora por todos aqueles a quem os apóstolos ensinariam. A “glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade” (versículos 22-23). Esses também “conheceram” Deus (versículo 25), como resultado de terem recebido a verdade declarada.

É pedir demais esperar que um leitor discernente observe certos pensamentos recorrentes? Primeiro, há glória divina, na qual o Pai e Filho são um. Depois há uma declaração daquela glória (através da manifestação e ensinamento da palavra de Deus); e compartilhar naquela glória, conforme os ensinados venham a conhecer Deus. Foi através disso que aqueles que não são divinos venham a ser UM com a divindade.

A igualdade dos crentes pelos quais Jesus orou era a qualidade comum a ser encontrada entre todos que fazem parte da imagem divina. A união existe porque eles são um. O plano divino não é um molde de uma organização ou de uma crença que força pessoas heterogêneas a ficarem na mesma sociedade. O plano do Senhor muda as pessoas, na essência que diz respeito à sua vida espiritual, assim se tornam homogêneas e por isso são um. “Eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade”. O ideal (e com certeza é um ideal) é um povo semelhante a Deus; que tem a mente de Cristo (Filipenses 2:5), em palavra e nas ações fazendo tudo em seu nome (Colossenses 3:17) transformado da glória à glória de sua imagem (2 Coríntios 3:18), e tudo isso para a glória de Deus (1 Pedro 4:11).

A natureza ideal desta unidade não é diferente de ser santo como Deus é santo (1 Pedro 1:16), puro como ele é puro (1 João 3:3), etc. Isso não é obtido no sentido absoluto, mas seus princípios são aceitos; é a nossa meta constante, a marca para qual estamos indo. Se falharmos em reconhecer o aspecto ideal desta união, podemos considerar o nível de nossa obtenção como o padrão e começarmos a nos medir em comparação aos outros. Isso pode derrotar a união pela qual Cristo orou e promover nossa marca de sectarismo.

–por Robert F. Turner


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA