Share Button

O propósito do Velho Testamento

A Bíblia é dividida em duas partes principais. A primeira parte é chamada de o Velho Testamento e contém 39 livros escritos durante um período de aproximadamente 1.000 anos. O primeiro livro, Gênesis, começa com a criação do mundo por Deus e traça a história do homem através dos tempos de Noé, Abraão, Isaque, Jacó e José. O resto do Velho Testamento descreve, principalmente, a história do povo israelita e os esforços de Deus para os guiar através da sua Lei e dos seus profetas.

Hoje, é esperado que usemos o Velho Testamento para aprender mais sobre a natureza de Deus e a necessidade de servi-lo. “Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança” (Romanos 15:4).

Ao estudar a história israelita, podemos aprender da sua fé e as bênçãos que Deus lhes deu quando eram obedientes. Da mesma forma, podemos aprender da sua desobediência e das conseqüências que Deus pôs sobre eles quando eram indiferentes, transigentes ou rebeldes. É esperado que façamos aplicações espirituais positivas nas nossas vidas dos princípios encontrados aqui. “Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa...” (1 Coríntios 10:11).

No Velho Testamento, Deus deu um conjunto especial de leis à nação de Israel. Esta Lei geralmente era chamada de “a Lei de Moisés”, já que Moisés recebeu de Deus e entregou aos israelitas. A Lei mandava que eles fizessem certas coisas no seu serviço público e pessoal a Deus. Podemos aprender muitas coisas da Lei de Moisés, mas há duas coisas principais que a Lei foi feita para ensinar:

1. Quando o homem desobedece a Deus é pecado. “Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões...” (Gálatas 3:19). “...em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado” (Romanos 3:20). Estes versículos explicam que a Lei de Moisés foi dada para mostrar ao homem o quanto ele realmente é pecador. Em outras palavras, Deus havia dito aos israelitas “faça” e “não faça” a respeito de muitas coisas, mas eles freqüentemente desobedeciam e transgrediam sua Lei, não atingindo o padrão de Deus. Sob a Lei, sacrifícios de animais foram oferecidos continuamente a Deus como expiação pelo pecado, no entanto o sangue de animais nunca foi um sacrifício adequado e permanente pelos pecados da alma do homem. Assim, o mundo podia ver que algo mais era necessário para libertar o povo dos seus pecados — um Salvador.

2. O Cristo viria para sofrer pelos nossos pecados. Durante a época do Velho Testamento, Deus revelou que o Messias nasceria no mundo e morreria como sacrifício pelos pecados da humanidade. Deus disse a Abraão: “nela serão benditas todas as nações da terra....” (Gênesis 22:18). Em outras palavras, um dos descendentes de Abraão faria algo para abençoar o mundo inteiro. Aquele descendente é identificado no Novo Testamento como Jesus Cristo (Gálatas 3:16). Muitas profecias do Velho Testamento apontam para Cristo como vindo para ser um sacrifício para nossos pecados. “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:5). “E cumpriu-se a Escritura que diz: Com malfeitores foi contado” (Marcos 15:28).

Assim o Velho Testamento apontou os israelitas para Jesus de Nazaré, fornecendo provas de que ele é “o Cristo, o Filho do Deus vivo”. O apóstolo Paulo disse: “De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé. Mas, tendo vindo a fé, já não permanecemos subordinados ao aio” (Gálatas 3:24-25). Este versículo explica que, quando Cristo e sua nova Lei de Fé vieram, nós não permanecemos subordinados à Lei de Moisés que, na profecia e no paralelo, apontaram para Cristo. A Velha Lei havia servido seu propósito. Agora devemos seguir os mandamentos dados a nós no Novo Testamento pelo nosso Salvador Jesus Cristo e seus apóstolos inspirados.

–por Tom Rainwater


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA