Share Button

Deus quer você salvo

Nós devíamos preocupar-nos com o bem-estar espiritual de todos. Provavelmente nos preocupamos com nosso próprio bem-estar espiritual, e está certo ficarmos tão preocupados. Na verdade, uma falta de preocupação nesta área pode ser eternamente devastadora! Deve existir. Também amamos nossas famílias, então queremos que todos nossos entes queridos sirvam ao Senhor. Também esperaria, e creio firmemente que é assim, que nos preocuparíamos uns com os outros. Não gostaríamos de saber que qualquer um dos nossos irmãos tenha recebido “em vão a graça de Deus” (2 Coríntios 6:1) nem tenha falhado a “entrar na promessa de Deus” (Hebreus 4:1).

Mas devemos lembrar que Deus “deseja que todos os homens sejam salvos”. Deus ama o mundo inteiro e deseja que todas as pessoas sejam salvas. O grande desejo de Deus sobre isso deveria influenciar fortemente nosso pensamento, nossas orações e nosso evangelismo, e o zelo com o qual abordamos todas estas coisas!

Deus gostaria que todos fossem salvos

“I sto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2:3-4).

Na época que Paulo escreveu estas palavras ao evangelista Timóteo, muitos do próprio povo de Paulo, os judeus (principalmente os fariseus), estavam com preconceito uns contra os outros. Eles acreditavam que eram os favoritos privilegiados de Deus. O povo da cidade natal de Jesus até ficaram bravos com ele quando sugeriu que os gentios também poderiam ser justos e aceitáveis perantes Deus (Lucas 4:16-30). Aparentemente muitos haviam esquecido da promessa original de Deus de abençoar todas as famílias da terra através do descendente de Abraão (Gênesis 12:1-3).

Hoje em dia, há atitudes parecidas que confrontam a fé. Racismo, nacionalismo e vários partidarismos baseados em diferenças de níveis sociais ou econômicos, e muitas outras coisas, juntamente com o orgulho e o preconceito que essas atitudes limitadas podem gerar, podem deter os esforços evangelísticos. Precisamos estar atentos contra essas atitudes para não destruíre nossa caminhada com Cristo pela fé. O que você acha que Deus pensará de alguém que considera uma outra pessoa, pela qual Cristo morreu, como um nada? Deus quer que imitemos Cristo, não os fariseus! (Gálatas 3:26-29).

Conforme lhe damos com os outros, precisamos lembrar que Deus é paciente, e nós também devemos ser (2 Pedro 3:9,10; 14,15). Considere a paciência do Senhor como a salvação. Outros precisam que Deus seja paciente com eles, assim como nós também precisávamos. Deus não quer que ninguém pereça, e nós também não devemos desejar isso. Se podemos salvar nosso pior inimigo, então devemos, e devemos ficar gratos pela oportunidade, e regozijar se acontecer (Mateus 5:44-45;48).

Uma maneira

A o mesmo tempo, temos que entender que há apenas uma maneira de sermos salvos! Nesta época de tolerância de mente aberta e atitudes ecumênicas, irá provocar muita raiva e hostilidade se sugerirmos que há apenas uma maneira de ser salvo! Em nome do “pluralismo” uma posição tal que sugere que há apenas um caminho para o céu, apesar de ter base bíblica, é atacada. Em nome da diversidade, dizem-nos que há muitos caminhos que levam a Deus. O pluralismo aplaude todas as diferentes religiões. O pluralismo contemporâneo afirma que a religião judaica, a hindu, a muçulmana, a Nova Era, a igreja católica, as denominações protestantes, as diversas igrejas evangélicas, seitas e religiões nativas devem ser valorizadas igualmente; que cada um tem a sua verdade, e todos se aproximam de Deus na sua própria tradição, e todos são salvos através da sua própria doutrina. Isto é a visão politicamente correta.

No entanto, não é biblicamente correta! Entenda isso: Jesus, o Filho de Deus, disse que não é assim! Ele disse, “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6) Quem você escolhe? Jesus ou o politicamente correto: A quem você confia sua alma? Ao Filho de Deus? Ou será àqueles que o contradissem? Quantas fés há? Quantos Senhores? Quantos Deuses? (veja Efésios 4:4-6 para a resposta politicamente incorreta).

Jesus deu a si mesmo como resgate para todos

“Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos” (1 Timóteo 2:5-6). Mais ninguém deu a si mesmo como resgate... e mais ninguém poderia! No nascimento de Jesus, Deus tornou-se um homem. Mais ninguém fez isso! Enquanto viveu, foi sem pecado. Novamente, isso é verdade apenas sobre Jesus. Na sua morte, sua vida e seu sangue tornaram-se um resgate para todos. Na sua ressurreição e exaltação à destra de Deus ele se tornou nosso intercessor. Ninguém mais tem nem já teve estas qualificações necessárias para ser mediador entre Deus e os pecadores! (Atos 4:12). É por isso que, por mais politicamente incorreta que seja, Jesus é a nossa única esperança.

Ouça, Jesus morreu por todos os homens e João acrescenta, “não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro” (1 João 2:2). Por isso somos encorajados, sim, é exigido de nós que ensinamos o evangelho pelas nossas palavras e ações. O evangelho de Jesus Cristo é para ser ensinado a todos porque é o poder de Deus para salvar (1 Timóteo 2:7; Romanos 1:16). Paulo foi chamado para pregar a todos; a judeus e gentios; a todos. Não havia nada desta bobagem sobre ter muitas fés, Senhores, Deuses e caminhos que levam à vida eterna. Aquilo é apenas uma invenção do homem, e o homem não pode confiar nas suas próprias promessas porque tudo está nas mãos de Deus, não dos homens.

Paulo obedeceu o evangelho, e foi esolhido para ser um pregador do evangelho como um apostolo de Jesus Cristo. Para ser um apostolo, ele havia se tornado um testemunho ocular do Cristo ressurreto. Ele proclamou uma mensagem que recebeu diretamente de Jesus Cristo pela inspiração do Espírito Santo (Gálatas 1:1).

Todas as pessoas, de todas as nações, apesar de suas origens raciais ou étnicos, precisam das boas novas de Jesus Cristo.

Obviamente, nosso desejo deve ser aquilo que Deus deseja. Devemos desejar que todos possam obedecer o evangelho e possam ser salvos. Tanto nas nossas orações quanto nos nossos desejos - temos quer manter a convicção de que Jesus deu a si mesmo como um “resgate para todos” , e que ele é o único mediador entre o homem e Deus. Se acreditarmos nessas coisas - faremos tudo que podemos para levar o evangelho a todos os homens! Esta passagem é uma reprovação aberta ao racismo e outros preconceitos que nos levam a tratar uns aos outros com desonra. Mas também é testemunha do único Salvador do mundo – Jesus Cristo, o Filho de Deus.

–por Jon W. Quinn


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2016 Karl Hennecke, USA