Share Button

Planta para o crescimento do reino

Lucas descreveu o crescimento incrível da igreja no livro de Atos. Inícios humildes deram lugar a um aumento nas linhas do povo de Deus. A primeira pregação do evangelho resultou em 3.000 almas entregarem as suas vidas ao Senhor (Atos 2:41). Pouco tempo depois, o número chegou a mais ou menos 5.000 homens (Atos 4:4). Lucas pára de falar de números neste ponto e, depois, se refere as “multidões” de homens e mulheres que foram acrescentados (Atos 5:14). Numa declaração final, ele relata que o número de discípulos continuou a crescer muito (Atos 6:7). Enquanto podemos nos distrair pelos números, não podemos perder de vista o fato de que Lucas revela certos princípios que estavam envolvidos em garantir o sucesso. Não vamos esquecer que os números não são uma amostra do sucesso, a não ser que se adere a estes princípios também, e que Deus é quem dá o aumento. Considere os seguintes pontos principais que são necessários para o crescimento do reino.

Deus estava atrás disso

Aqueles que se desanimaram com a morte do seu líder e aqueles que a viram como o fim do seu movimento aprenderam pela pregação de Pedro que Cristo foi “entregue” pela presciência e desígno de Deus (Atos 2:23). Não há nenhuma derrota em nada que tem Deus por trás. Escreveu bem o salmista, “Os reis da terra se levantam, e os princípes conspiram contra o Senhor e contra o seu Ungido ... Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles” (Salmo 2:1-4). Não seremos derrotados, e os nossos esforços prosperarão, enquanto Deus está apoiando o que fazemos em ensinar o evangelho.

Discípulos que oram

Proclamar o Messias ressurreto era perigoso. Mesmo assim, os apóstolos foram ousados na sua proclamação. Depois de serem presos, ameaçados e soltos eles se uniram aos seus irmãos e oraram “Agora, Senhor, olha para as suas ameaças e concede aos teus servos que anunciem com toda a intrepidez a tua palavra” (Atos 4:29). Deus manifestou o seu poder e a sua presença pegando a casa onde estavam reunidos na sua mão e a fazendo tremer. Eles começaram a falar a palavra com coragem, e nada pôde impedir aqueles que oravam.

Admiração contínua

Quando os apóstolos começaram a falar em línguas no Pentecostes, a multidão estava “perplexa”, “atônita” e “admirada” (Atos 2:6-7). Conforme ouviram as obras poderosas de Deus, continuaram admirados e muito perplexos, dizendo, “Que quer isto dizer?” (Atos 2:11-12). O que queria dizer era que Deus estava trabalhando em cumprir a sua promessa de derramar o seu Espírito sobre a humanidade. Mais tarde, quando o homem coxo foi curado por Pedro, “se encheram de admiração e assombro” (Atos 3:10). Se, algum dia, cessarmos de admirar as obras grandiosas de Deus, a nossa fé sofrerá e os nossos pés não irão mais levar a sua palavra aos outros.

Temor do Senhor

Ananias e Safira mentiram ao Espírito Santo e o seu julgamento e castigo foram rápidos. Imagine os sentimentos dos jovens que enterraram o irmão Ananias e a irmã Safira. Imagine como a notícia se espalhou pela cidade. Um exemplo foi colocado. Deus é exigente. Não podemos ignorar ou diminuir a importância dos mandamentos e da santidade de Deus.

Persistência no ensino

Em pé diante daqueles que haviam matado o seu Senhor, e mandados a não ensinar, Pedro e João disseram, “não podemos deixar de falar” (Atos 4:20). Nunca podemos chegar no nosso potencial de converter os perdidos se pararmos de falar. Devemos continuar a ensinar mesmo quando alguém discorda de nós. Devemos continuar a ensinar mesmo quando nós estamos magoados ou alguém ri de nós. A colheita do fazendeiro está relacionada diretamente à quantidade de sementes que ele planta. Vamos continuar a semear a semente do reino.

Bons relacionamentos entre irmãos

Os truques na manga de Satanás incluem mais do que ameaças externas e perseguição. Satanás tentou destruir a igreja, ainda bebê, com dificuldades internas. Uma reclamação válida surgiu, e lidaram com a situação com rapidez. Algumas das viúvas estavam sendo esquecidas na distribuição diária da comida (Atos 6:1). Todos os esforços de espalhar o evangelho se atrapalham quando os irmãos estão tendo dificuldades. Não foi permitido que os irmãos se preocupassem com isso ao ponto de se distrairem. Devemos resolver as reclamações rapidamente para que possamos nos devotar ao serviço fiel.

A devoção aos ensinos dos apóstolos

Como os apóstolos ligavam as coisas ligadas no céu, o povo ficou devoto aos seus ensinos (Atos 2:42). Esta devoção não é mal-colocada, como alguns sugerem. Não adoramos a palavra, procuramos cumpri-la. Nenhum esforço, não importa quanto for sincero ou devoto, atingirá o sucesso, a não ser que Deus o tenha permitido.

Ênfase na necessidade de obedecer

Pedro disse a uma multidão compungida do coração que todos deviam se arrepender e serem batizados (Atos 2:38). Ele os exortou a se salvarem da sua geração perversa (Atos 2:40). Ele alertou que cada alma que não obedecesse a Cristo, o profeta da profecia de Moisés, seria totalmente destruída (Atos 3:23). Os apóstolos não estavam convidando as pessoas a fazerem parte de um clube. Era um assunto de vida ou morte, rejeição ou obediência. Sumiu hoje na mensagem de muitos a necessidade de obedecer. Temos medo de afastar alguns se ensinarmos aquilo que é esperado? Devemos nos lembrar que não são exigências nossas, mas de Deus.

Devemos consultar a planta muitas vezes quando construímos sobre a fundação do Senhor.

– por Karl Hennecke


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA