“Senhor ensina-nos a orar” (22º de 24 artigos)
E não nos deixes cair em
tentação; mas livra-nos do mal

O modelo de oração de Jesus revela não somente a simplicidade com que devemos orar, também revela a espiritualidade com a qual devemos nos aproximar de Deus. Assim como a quinta petição do modelo de oração é dirigida para o perdão do pecado passado, a sexta se preocupa com as possibilidades de pecado futuro. Ela nos lembra do poder do tentador para enganar e destruir. Graças a Deus, não temos que lutar com ele sozinhos; o Senhor prometeu ajudar-nos! Jesus, nesta petição, ensina-nos como apelar a Deus por essa assistência.

O que ela significa?

As palavras “nos deixes cair” sugerem a necessidade da orientação de  Deus nas decisões da vida. “Não cabe ao homem determinar o   seu caminho” (Jeremias 10:23). Precisamos olhar para Deus, para que nos mostre o caminho que devemos tomar. A frase “não…em tentação” pode significar a mesma idéia que “pelas veredas da justiça” (Salmo 23:3). Se for, toda a exortação revela a intenção de nosso coração, não somente de abster-se “de toda forma de mal” (1 Tessalonicenses 5:22), mas também de agradá-lo em tudo (Colossenses 1:10). Tal meta exige a maior sobriedade e vigilância contra as várias ciladas do diabo (1 Pedro 5:8) para que não sejamos conduzidos ao pecado. Exige que estejamos constantemente em contato com as palavras do Senhor, lendo-as diariamente e meditando sobre elas continuamente, desde que elas revelam o caminho no qual devemos andar (Salmo 119:105).

As palavras “livra-nos” sugerem a necessidade do poder de Deus nos perigos da vida. “O espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca” (Mateus 26:41); mas Deus “é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós” (Éfesios 3:20). Aqueles “guiados pelo Espírito” através de sua revelação serão capazes de motificar “os feitos do corpo” (Romanos 8:13-14) e produzir “o fruto do Espírito” (Gálatas 5:22). Quando formos assim “fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior” (Éfesios 3:16), Cristo habitará em nós; estaremos libertados do mal.

Além disso, Deus promete dar libertação, pondo limitações às tentativas de Satanás de nos destruir. Ele promete nunca deixar Satanás nos testar com tentações acima de nossa experiência humana normal ou com aquelas para as quais não haja escapatória: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” (1Coríntios 10:13). Com esta garantia podemos enfrentar as provações da vida com esperança da libertação de Deus.

Como podemos aplicá-la?

O capítulo um de Tiago oferece algumas sugestões práticas que nos ajudarão a viver no espírito desta petição. Neste capítulo maravilhoso, Tiago examina primeiro o desafio da tentação, mostrando como devemos responder a ele. Então ele examina o processo da salvação, mostrando como podemos viver a vida justa que Deus espera de nós. Permita-me sugerir que leia o capítulo enquanto examina esta lista de exortações práticas para lidar com a tentação:

  • Aceite as provações da vida com alegria, sabendo que elas farão de você uma pessoa melhor (Tiago 1:2-4).

  • Peça a Deus sabedoria para que você possa saber como vencê-las (1:5-8).

  • Reserve tempo para lembrar com prazer e gratidão as bênçãos espirituais que você possui, não importa qual seja a sua condição física (1:9-11).

  • Pense no prêmio que Deus prometeu àqueles que perseverarem (1:12).

  • Não culpe Deus quando você é tentado e cai; mas agradeça-lhe pelas boas dádivas que ele lhe dá e por procurar salvá-lo de seus pecados (1:13-18).

  • Esteja pronto para ouvir o que Deus diz, tardio para responder, e tardio para enfurecer-se, quando não concordar (1:19-20).

  • Em vez de resistir à verdade, afaste o mal e receba com mansidão a palavra implantada em você (1:21).

  • Não seja apenas um ouvinte da palavra; seja um cumpridor da obra que Deus manda (1:22-25).

Quando aplicarmos estas exortações práticas, a petição do modelo de oração será respondida de um modo maravilhoso. Em vez de sermos vencidos pelo pecado, praticaremos uma “religião pura e sem mácula”, sendo incontaminados do mundo (Tiago 1:27). Oremos por isso e então vivamo-lo!

por Johnny Felker

Leia mais sobre este assunto:
Senhor, Ensina-nos a Orar


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA