Share Button

Os desafios na vida do novo cristão (11)
Por que Adoramos?

Agora que você é um cristão, você é uma nova criatura, com novos sentimentos, novos relacionamentos e novas responsabilidades. De que modo você expressa o sentimento que lhe enche o coração? Como você expressa ao Senhor a sua adoração, a sua honra e o seu respeito? A Bíblia usa o termo "adorar" com respeito à manifestação dessa reverência.

O Antigo Testamento freqüentemente fazia uso de atos físicos para representar uma atitude do espírito. Por exemplo, a palavra hebraica traduzida por "adorar" significa "abaixar-se, curvar-se, prostrar-se", e denota uma submissão a alguém superior. Quando a glória do Senhor encheu o templo, os israelitas "se curvaram com o rosto em terra sobre o pavimento, e adoraram" (2 Crônicas 7:3).

Esse conceito se estendeu ao Novo Testamento, no qual os discípulos, ao encontrarem o Cristo ressuscitado, "abraçaram-lhe os pés e o adoraram" (Mateus 28:9). A adoração encontra a sua motivação no reconhecimento de que Deus é digno. Isso pode ser representado por atos físicos como prostrar-se, oferecer sacrifícios ou fazer outra atividade ordenada, mas deve brotar de uma atitude do coração de reverência para com o objeto adorado.

Paulo, na saudação de cada uma de suas cartas, refere-se a Deus ou como "nosso Pai", ou como "o Pai". A relação espiritual que os cristãos têm com Deus é comparável à do filho com o pai. O pai deve ser honrado e respeitado por sua família. Malaquias declara que: "O filho honra o pai, e o servo, ao seu senhor. Se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o respeito para comigo? - diz o Senhor dos Exércitos a vós outros, ó sacerdotes que desprezais o meu nome" (Malaquias 1:6). Como os cristãos devem expressar honra e respeito por Deus, o seu Pai?

Deus é honrado quando é louvado pelo que fez. O salmista afirma: "Aclamai a Deus, toda a terra. Salmodiai a glória do seu nome, dai glória ao seu louvor. Dizei a Deus: Que tremendos são os teus feitos!" (Salmo 66:1-3). Deus é digno de louvor não apenas por sua obra criadora, mas também por sua obra redentora, no sacrifício de Cristo. "Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as cousas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas" (Apocalipse 4:11). Ainda: "Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor" (Apocalipse 5:12).

Os cristãos de hoje têm muitas oportunidades de reconhecer a dignidade de Deus e do Cordeiro na adoração particular e no culto público, reunido com outras pessoas. Uma forma é pelo "instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração" (Colossenses 3:16).

Orar com outros irmãos é outra oportunidade de glorificar a Deus. Foi o que aconteceu quando os cristãos da igreja primitiva celebraram o retorno de Pedro e de João em segurança (Atos 4:24).

Ainda, os filhos de Deus o adoram quando mostram o devido respeito por sua palavra estudando-a e se aperfeiçoando em seu uso devido. Como cristão, você deve procurar "apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade" (2 Timóteo 2:15).

Por fim, os cristãos prestam homenagem tanto ao Pai quanto ao Filho ao lembrarem o sacrifício feito a favor de seus pecados. Jesus estabeleceu isso quando tomou a ceia do Senhor e disse: "Isto é o meu corpo, que é dado por vós, fazei isto em memória de mim" (1 Coríntios 11:24). Cada primeiro dia da semana, quando os cristãos através de todo o mundo se reúnem em torno da mesa do Senhor, eles realizam esse ato de respeito.

O escritor de Hebreus ressaltou a importância desses atos de adoração ao admoestar os cristãos judeus, ainda que estivessem sofrendo perseguições, aprisionamentos e a perda de suas propriedades por causa da fé em Cristo: "Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns" (Hebreus 10:25). Era importante que eles considerassem "também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras" (Hebreus 10:24-25), reunindo-se para adorar a Deus. Será menos importante que os cristãos de hoje, enquanto desfrutam de paz e prosperidade, façam o mesmo?

-por Douglas G. Barlar

Leia mais sobre este assunto:
Adoração, Antegozo do Céu

A Gratidão

A Adoração na Igreja Local

Adoração Egoísta

Adoração Rejeitada

Jesus merece adoração?

Os Salmos de Supremo Louvor


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA