Share Button

Deus: Nosso Criador e Redentor

Quando João foi convidado ao céu, ele viu o Pai e o Filho em seus papéis mais conhecidos. O Pai foi louvado como Criador (Apocalipse  4:11). O Filho foi louvado como Redentor (Apocalipse 5:9-10). Os dois foram louvados juntos, mostrando que as pessoas divinas e seus trabalhos são perfeitamente interligados (Apocalipse 5:13-14).

Sabemos que Deus é o nosso Criador, e que ele é, também, nosso Redentor. Mas, é importante parar e refletir sobre um fato claramente revelado nas Escrituras: somente o Criador pode ser o Redentor.

Deus o Criador

Oprimeiro versículo da Bíblia estabelece a base de tudo que vem depois: "No princípio criou Deus os céus e a terra". O mesmo capítulo afirma especificamente que Deus criou o homem (Gênesis 1:26-27). A criação é o princípio da revelação de Deus aos homens. Salmo 19:1 diz: "Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos." Esta evidência é tão forte que Paulo considerou indesculpáveis os homens que rejeitam a existência e a soberania de Deus: "Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis" (Romanos 1:20). Muitas outras passagens falam sobre a posição de Deus como Criador. Todas as provas da natureza e da palavra escrita afirmam que Deus nos criou.

Deus o Salvador

A doutrina da salvação é tão importante nas Escrituras que pode ser considerada o tema principal da Bíblia. Tanto no Antigo como no Novo Testamento, Deus é descrito como Salvador. Muitos dos Salmos louvam a Deus pela salvação que ele oferece aos homens: "Deus é o meu escudo; ele salva os retos de coração" (7:10); "Agora, sei que o SENHOR salva o seu ungido" (20:6a); "O nosso Deus é o Deus libertador; com Deus o SENHOR, está o escaparmos da morte" (68:20); etc. A salvação é tema importante em outros livros,também.Jeremias 30:11 diz: "Porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para salvar-te...." O livro de Isaías, especialmente os últimos capítulos que falam muito sobre o Servo Messiânico, destaca o papel de Deus como único Salvador: "Porque eu sou o SENHOR, teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate e a Etiópia e Sebá, por ti" (43:3); "Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há salvador" (43:11); "Verdadeiramente, tu és Deus misterioso, ó Deus de Israel, ó Salvador" (45:15); "Pois não há outro Deus, senão eu, Deus justo e Salvador não há além de mim" (45:21b); "Todo homem saberá que eu sou o SENHOR, o teu Salvador e o teu Redentor, o Poderoso de Jacó" (49:26b).

A ênfase no papel de Deus como Salvador aumenta mais ainda no Novo Testamento, onde Deus Pai e seu Filho, Jesus Cristo, são descritos como Salvador. Maria pensava no Pai quando ela falou: "A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador" (Lucas 1:46-47). O anjo que apareceu aos pastores para anunciar o nascimento de Jesus aplicou a mesma linguagem ao Filho: "... é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lucas 2:11). Paulo chamou Jesus de Salvador: "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo" (Filipenses 3:20). Em outros trechos, ele aplicou a mesma palavra ao Pai (veja 1 Timóteo 1:1; 2:3; 4:10).

Deus o Redentor ou Resgatador

A Bíblia também usa a idéia de Redentor ou Resgatador para descrever o papel salvador de Deus. Nós freqüentemente trocamos essas   palavras, usando Salvador e Redentor como sinônimos. Os significados dessas palavras são quase iguais, mas é interessante observar que redentor é um termo mais específico que frisa um aspecto especial do trabalho salvador de Deus. A idéia de redimir ou remir é de livrar, libertar ou comprar de volta (resgatar). A lei de Moisés incluiu regras sobre o resgate de casas e campos (Levítico 27:15,19). Levítico 25:25 e Rute 2:20 mostram que os parentes tinham uma responsabilidade e direito especial em alguns casos. Esse papel pode ser descrito como "resgatador-parente".

As referências a Deus como Redentor ou Resgatador introduzem esse aspecto importante do trabalho dele. Em Êxodo 6:6, ele prometeu resgatar o povo de Israel da escravidão egípcia. Salmo 77:15 louva o Deus Redentor: "Com o teu braço remiste o teu povo, os filhos de Jacó e de José." Isaías, um profeta rico em linguagem da salvação, refere repetidamente ao Senhor que redime (41:14; 43:14; 48:17). No Novo Testamento, Jesus diz que veio para "dar a sua vida em resgate por muitos" (Mateus 20:28). O resgate não foi barato. Pedro diz que nós não fomos resgatados com ouro ou prata, mas com o precioso sangue de Jesus (1 Pedro 1:18-19).

Criador-Redentor

Já consideramos alguns exemplos que mostram que Deus é Criador, e que ele é Redentor. Agora, vamos pensar em como o Criador é o único qualificado para nos redimir. Isaías 44:24 associa essas duas idéias: "Assim diz o S
ENHOR, que te redime, o mesmo que te formou desde o ventre materno...".  Sendo o Criador, Deus tem o direito absoluto de mandar. Ele é o único dono da criação. "Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam" (Salmo 24:1). A mesma relação do Criador às criaturas que estabelece a autoridade de Deus o faz o único com direito de redimi-las. Redimir quer dizer "comprar de volta". Os homens pertenciam ao Criador, mas se venderam ao pecado para serem escravos da injustiça (veja Romanos 6:6,12-14,16,19,20). Ele, através de Jesus, comprou de volta suas criaturas (1 Coríntios 6:19-20).

Resgatador-Parente

Isaías 43:6-7 associa a idéia de Criador com o conceito de Resgatador-Parente. Deus diz: "Direi ao Norte: entrega! E ao Sul: não retenhas! Trazei meus filhos de longe e minhas filhas, das extremidades da terra, a todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para minha glória, e que formei, e fiz." Da mesma forma que Boaz resgatou Rute, Deus resgata seus filhos. Ele tem o direito exclusivo de resgatar sua família, os homens e as mulheres feitos à imagem dele.

Conclusões importantes

Do ensino bíblico sobre nosso Criador e Redentor, podemos tirar algumas conclusões importantíssimas. Entre elas:

1. Deus é o único que tem direito de nos redimir. Nenhum outro é nosso Criador. Nenhum outro é o nosso dono. Este fato tem uma implicação interessante em relação à divindade de Jesus. O fato que ele é descrito como Redentor é mais uma prova que ele é realmente Deus. Jesus não é criatura; ele é Criador e Redentor.

2. Deus é o único que tem poder para nos salvar. No Velho e no Novo Testamento, achamos afirmações nítidas: "Eu, eu sou o S(Isaías 43:11).

Pedro, comentando sobre Jesus, diz: "E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo que importa que sejamos salvos" (Atos 4:12).


- por Dennis Allan


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA