Share Button

A edificação da igreja do Senhor
Construam juntos, como irmãos humildes

Olhe para mim! Sou tão importante! Está vendo como todos têm que depender de mim? Vê como meu grupo é grande e que pessoas importantes são membros dele, junto comigo.

Ficaríamos horrorizados com o pensamento de nos expressarmos de maneira tão grosseira, e entretanto nosso orgulho freqüentemente tenta encontrar um modo de expressar esses mesmos sentimentos egocêntricos de uma maneira mais suave. Essas expressões "refinadas" de orgulho parecem introduzir-se mais e mais quando uma igreja cresce em número. Assim, um forte crescimento numérico, que deveria ser uma bênção, é freqüentemente transformado em uma maldição, quando os irmãos se sentem excessivamente importantes por causa do "sucesso".

Sutis sintomas de orgulho
Títulos. Pessoas orgulhosas gostam de títulos pomposos. Nos dias de Cristo, os títulos Rabi e Mestre eram cobiçados. Religiões populares, hoje em dia, produzem exaltadas apelações como "Reverendo", "Pastor", "Sua Santidade", etc. Irmãos que pensam como as denominações têm tomado emprestado, hoje, nomes altissonantes como "Ministro Dirigente", "Ministro de Púlpito", "Ministro de Educação" (professor de aulas bíblicas) e "Ministro de Música" (dirigente de cânticos). Entre todos os cristãos, mesmo frases inocentes usadas para descrever uma função podem se tornar em expressões de honra e até mesmo títulos. Assim, o termo "pregador em tempo integral" pode ser usado para elevar um pregador que é financeiramente sustentado por igrejas sobre outro que se sustenta com emprego secular. As palavras "pregador do evangelho" se tornam um título de posição em vez de uma simples descrição do trabalho de uma pessoa. Às vezes, irmãos expressam, em tons majestosos, "Eu sou um Ministro", quando é duvidoso se pudessem falar com a mesma inflexão altiva se trocassem por um sinônimo e dissessem: "Sou um escravo".

Conversa excessiva sobre realizações. Há uma linha fina entre falar do passado para ilustrar ou ensinar e fazer isso para "tocar sua trombeta". Ainda que finalmente Deus seja aquele que julgará quando essa linha for ultrapassada, não há dúvida que muitos se sentem compelidos a chamar atenção para sua importância, falando excessivamente de conquistas polêmicas, realizações educacionais, experiências em países estrangeiros ou citando constantemente estatísticas sobre batismos, encontros anuais, etc.

Competição com outros. O sucesso é freqüentemente acompanhado por um anseio de aceitação social. Isto, por sua vez, produz um desejo por membros da igreja de terem um grupo "tão bom" como outras igrejas e denominações. Assim, os símbolos da posição da igreja, tais como construções elaboradas, "Ministros" formados em teologia, e centros de vida familiar (ginásios de esportes) tornam-se uma preocupação entre cristãos que, insensivelmente, estão sendo consumidos pelo câncer do orgulho.

Os remédios de Cristo para o orgulho
Uma boa vacina contra orgulho sutil pode ser obtida meditando cuidadosamente nos ensinamentos de Cristo:

"Bem-aventurados os humildes de espírito" (Mateus 5:3).

"Aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus" (Mateus 18:4).

"Quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será vosso servo; tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos" (Mateus 20:26-28).

"Depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer (Lucas 17:10).

Felizmente, centenas de igrejas estão crescendo hoje em dia com membros que mantêm atitudes submissas e evitam estabelecer hierarquia social com títulos empolados. Tais congregações não atraem tanta atenção como as igrejas que se sentem compelidas a soar trombetas, mas Deus sabe quem elas são. Seguindo humildemente o plano de Deus e evitando exibições vãs, elas dão toda a glória ao Único digno de recebê-la.

Que Deus nos ajude a crescer e prosperar espiritualmente. Mas que esse crescimento possa sempre ser sem aquelas sutis, refinadas expressões de orgulho. Que nenhum homem se glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo!

­por Gardner Hall


ESTUDOS BÍBLICOS       PESQUISAR NO SITE       MENSAGENS EM ÁUDIO      MENSAGENS EM VÍDEO     

ESTUDOS TEXTUAIS      ANDANDO NA VERDADE     O QUE ESTÁ ESCRITO?      O QUE A BIBLIA DIZ?

 

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Todos os artigos no site usados com permissão dos seus autores e editoras, que retêm direitos autorais sobre seu próprio trabalho. / 
All of the articles on this site are used with permission of their authors and publishers, who retain rights of use and copyright control over their own work.

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©1995-2015 Karl Hennecke, USA