O que é "a igreja"?

Uma pergunta simples deveria ter uma resposta simples, e esta tem. A igreja é o povo de Deus. A palavra "igreja" vem da palavra grega ekklesia, a qual significa "convocado", e foi aplicada, no grego secular primitivo, às pessoas "convocadas" com fim político ou outro, um tipo de conselho municipal. Aplicada ao povo de Deus em Cristo, tendemos a pensar neles como "convocados" pelo evangelho, o que é verdade; contudo, o conceito de "evangelho" não é inerente à palavra. O dicionário Aurélio diz: "Comunidade dos cristãos. O conjunto dos fiéis ligados pela mesma fé...." Esta é uma definição surpreendentemente boa, vindo de uma fonte secular. Primeiro e básico conselho: pense em povo quando você disser igreja."

"
Igreja" é bem semelhante a "manada" ou "rebanho" ou "ninhada": um substantivo coletivo. Ela reúne ou considera suas unidades com uma só coisa. Uma vaca não poderia fazer um rebanho, mas muito gado é considerado como uma coisa quando chamado "rebanho". O criador pode vacinar seu rebanho, bastando vacinar seu gado. "Rebanho" não é algo à parte de gado: é gado. "Igreja" não é algo à parte de seus santos. Cristo comprou a igreja morrendo na cruz por quaisquer e todos que vierem a ele para a remissão dos pecados (Atos 20:28). Ele pagou o preço por pessoas, sejam elas Samuel, Ana, Nair, Tiago, Odair, Selma. Ele purifica a igreja purificando essas pessoas, lavando-a com água pela palavra (Efésios 5:25-26). Revestimo-nos de Cristo em fé obediente (Gálatas 3:26-27); e somos acrescentados aos que foram salvos (Atos 2:47).Porque "a igreja" é o povo (aprovado) de Deus, "igreja" pode ter um sentido qualitativo: o povo de Deus em contraste como o povo de Satanás; ou, a igreja contra o mundo. "E sobreveio grande temor a toda a igreja, e a todos quantos ouviram a notícia destes acontecimentos" (Atos 5:11), ou seja, sobre os santos e sobre alguns que não eram santos. Isto também é um exemplo de "igreja" no sentido distributivo: santos considerados individualmente. Era o povo que temia (Samuel temia, Ana temia, etc.); não há referência a uma institituição que temesse. Em Atos 9:31, "A igreja, na verdade, tinha paz...." Robertson diz que o singular é, sem dúvida, a leitura verdadeira aqui; e "Lucas ou considera os discípulos na Palestina como sendo ainda membros de uma grande igreja em Jerusalém... ou ... num sentido geográfico ou coletivo, cobrindo toda a Palestina." Não creio que as Escrituras justifiquem a primeira alternativa, e a segunda poderá ser melhor entendida considerando "igreja" distributivamente: os santos na Palestina, assim como podemos falar da "igreja em Minas Gerais".

A igreja é composta de pessoas que mantêm um relacionamento aceitável com Deus através de Cristo; e este relacionamento é descrito por figuras diferentes. Os santos são assemelhados a cidadãos de um reino, com Cristo como Rei. Eles são comparados aos filhos de uma família, com Cristo como o irmão mais velho; com membros de um corpo, sendo Cristo a cabeça; com ramos, brotando da videira, Cristo; com pedras viventes, construídas sobre Cristo, a fundação; etc. A figura do reino ressalta o "domínio" de Cristo; a figura da família ressalta características de família de Deus; o corpo, unidade (1 Coríntios 12), ou primazia da cabeça (Efésios 1:22-23); ramos têm que permanecer e dar fruto; e Deus habita na casa construída sobre Cristo. Em todas estas figuras (há quinze ou mais) a unidade é um cristão individual. "A igreja" é uma irmandade, e não uma "igrejadade". É composta de santos individuais, e não de congregações. Viemos a Cristo como indivíduos, somos individualmente responsáveis pela adoração e o serviço, e seremos julgados como indivíduos (Romanos 14:12; Apocalipse 3:4-5).

O plano divino convoca todos para trabalhar com outros santos, e para esse fim dá instruções para a organização, a adoração e o trabalho da igreja local. A palavra "igreja" é aplicada a esta "equipe" de santos, e porque eles adoram e trabalham juntos (via um tesouro comum e supervisores/bispos) eles freqüentemente providenciam o local de encontro fixo e se tornam identificados com essa localização. Santos que assumem um compromisso para trabalhar como uma equipe devem desenvolver laços de intimidade, uns com os outros, e de fato se tornam uma entidade organizada. Cada membro tanto deve como aceita obrigações com a equipe e, assim fazendo, abandona alguma independência. Mas a nossa primeira fidelidade tem que permanecer com Deus! Precisamos aprender, e ensinar aos novos convertidos, a ser fiéis ao Senhor, antes que "à igreja". Se a igreja local for o que deveria ser, e se formos fiéis ao Senhor, seremos um crédito para aquela igreja local (Atos 11:20-24).

É lógico que um assunto tão grande não poderia ser discutido aqui, em seus pormenores; e para economizar espaço eu limitei as citações bíblicas. Mas este é um assunto sempre novo, e sua importância continuará. Dê-lhe atenção com oração, e sem preconceitos doutrinários. A "igreja" é gloriosa porque é a culminância do plano de Deus para salvar todos que vierem a ele através de Jesus Cristo (Efésios 3).

­por Robert F. Turner


ESTUDOS BÍBLICOS     PESQUISAR NO SITE     MENSAGENS EM ÁUDIO    
MENSAGENS EM VÍDEO   
ESTUDOS TEXTUAIS    ANDANDO NA VERDADE  
O QUE ESTÁ ESCRITO?
  
O QUE A BIBLIA DIZ?

O Que Esta Escrito?
 
©1994, ©1995, ©1996, ©1997, ©1998, ©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008, ©2009
 Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970.

Andando na Verdade
©1999, ©2000, ©2001, ©2002, ©2003, ©2004, ©2005, ©2006, ©2007, ©2008
Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

Estudos Bíblicos
estudosdabiblia.net
©2014 Karl Hennecke, USA